domingo, setembro 26, 2021

REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO MESA PERMANENTE DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO MESA PERMANENTE DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, REALIZADA NO DIA 12 DE MAIO DE 2021, COM INICIO AS 10HORAS NO SISTEMA REMOTO (ON-LINE).

Na abertura dos trabalhos, a Coordenadora da Comissão CAIXA e Gerente de Relações Trabalhistas, Sra. Janaina, deu as boas vindas a todos esclarecendo da importância da realização da Mesa Permanente de Negociação, que é um Fórum extremamente importante visando discussões e resoluções de diversos assuntos dos empregados da CAIXA. Em seguida passou a palavra para o Coordenador pela CONTEC, Dr. Lourenço Prado que também deu as boas-vindas a todos, com a expectativa de que a Caixa acolha os pleitos dos empregados neste momento tão difícil do qual estamos vivenciando. Considerando as diversas áreas representadas pela Caixa na reunião, houve a apresentação de todos os integrantes das mesas.

Abaixo os assuntos abordados na reunião definidos em pauta:

PLR SOCIAL – Foi colocado por parte da Comissão Contec a importância do pagamento por parte da Caixa da integralidade dos 4% (quatro por cento) da PLR SOCIAL de forma linear,  dentro do limite de 15% do Lucro Líquido ajustado,  em reconhecimento a toda dedicação dos empregados em 2020, numa situação difícil de pandemia, onde grande parte da população veio a óbito, com as limitações impostas pelos órgãos governamentais, home office, serviços sociais, destacando o auxilio emergencial. A Contec salientou que este seria o momento ideal para que a Caixa valorizasse seus empregados.  Disse também que o não alcance dos indicadores, por irrisórios números, jamais justificaria desconsiderar e desqualificar o importante trabalho realizado pelos empregados.

Apesar de a Caixa apresentar suas justificativas com relação ao Acordo assinado e a SEST, lamentamos que tenha apresentado só dados e números na mesa, deixando o que mais era preciso no momento: – a consideração e a sensibilidade.  Os números por sí mostram o valor de toda a equipe.  Foram expressivos 13 bilhões de lucro. A apresentação pela coordenação da Caixa com as diversas áreas envolvidas com simulações sobre percentuais, dividendos, valores pagos em comparação a anos anteriores e a legislação, bem como as excepcionalizações da SEST não convenceram os representantes dos empregados.   Para os empregados o limitador de 15% do lucro é uma conquista da categoria e não está isolado das demais clausulas.  Mesmo com todas as ponderações por parte dos representantes dos empregados no sentido deste reconhecimento e valorização do seu corpo funcional, a CAIXA entende que cumpriu o que está definido no ACT 2020/2022.

METAS DURANTE A PANDEMIA

A representação da CONTEC mencionou que os gestores da Caixa continuam recebendo cobranças para o cumprimento de metas mesmo em um período de pandemia e de pagamento do auxilio emergencial e que essas metas continuam muito altas.  Com isto também muitos empregados estão sendo prejudicados em suas avaliações, o que prejudica seu encarreiramento na empresa. Para as entidades não é momento de cobrança, muito menos de desvalorizar o empregado de forma a razer prejuízos as suas carreiras, como vem acontecendo.  A Caixa informou que as metas foram revistas e que as mesmas diminuíram. A representação da Contec informou que antes de serem revistas, as metas quase que duplicaram para depois serem revistas, portando ficaram no mesmo patamar. Outro questionamento foi com relação à redução dos empregados nas agências, principalmente após os últimos PDVs, onde trouxe uma sobrecarga maior de trabalho.

Para a representação dos empregados , a Caixa poderia buscar apoio nas entidades governamentais para ajudar a reduzir as filas nas agências, citando o caso por exemplo da comprovação da prova de vida dos aposentados, que muito tem procurado as agências e grande maioria são idosos com dificuldade de locomoção. Neste momento, este serviço poderia ser feito com apoio de outras entidades públicas..  Outro fato que também está preocupando os representantes dos empregados é a Campanha de Arrecadação de Alimentos, que além de impactar no acúmulo de mais pessoas entrando nas agências, afeta a política de distanciamento e não aglomeração, políticas e fatores para prevenção ao Covid-19, o que também compromete a segurança e atenção dos vigilantes. Houveram  reclamações de que estão sendo feitas cobranças diárias do montante arrecadado.  A representação dos empregados ratificou que é favorável a qualquer campanha para ajudar a população mais carente e que os Sindicatos e Federações  já estão em campanha com outras entidades visando a arrecadação de alimentos e que também já existe  o programa Cidadania e Moradia das Associações. A Caixa informou que não há meta para arrecadação de alimentos e que vai questionar as áreas que estão acompanhando a Campanha, no sentido de minimizar os aspectos levantados pela Contec. Sugeriu-se por parte da Contec que as agências contatassem entidades no município como parceiras e que as arrecadações ocorressem fora do ambiente de trabalho, nas imediações da Caixa. Com relação a redução de empregados, a Caixa informou que apesar da pandemia, está contratando e que casos pontuais de falta de empregados poderão ser encaminhados à Geret Relações Trabalhistas,  que juntamente com as áreas competentes, possam analisar e dar retorno às entidades sindicais.  Fica aí a dica para as unidades com esta situação para fazer contato com seus sindicatos.

CCP – TICKET ALIMENTAÇÃO

A Comissão Contec cobrou da Caixa os atrasos nos acordos do Tiquete Alimentação. Os requerimentos foram enviados em novembro e dezembro de 2020 e não tiveram resposta.  Mesmo considerando os atrasos na renovação da CCP, ainda continuam pendentes de respostas.  Segundo a Caixa houve uma reestruturação da logística logística deste atendimento, com a centralização na CIPES RJ a partir de dezembro/20. Que todos os Sindicatos fizeram as devidas adesões e que irá rever os atrasos junto as áreas envolvidas. A Contec informou que o Acordo para Conciliação assinado entre a CAIXA e a CONTEC para Conciliação do Ticket Alimentação tem previsão de assinatura em até 30 dias da formalização do requerimento. A representação da Caixa informou que após a assinatura dos Termos de Adesão os processos foram iniciados e que até o momento cerca de 1400 processos foram realizados e que neste momento os processos estão mais celerados. Solicitou dos sindicatos que enviem a relação dos pedidos que estiverem em atraso para  verificação e acompanhamento.

CUIDADOS NA PANDEMIA

A representação da Contec solicitou à Caixa uma atenção especial à saúde de seus empregados, principalmente com relação aos protocolos  da Pandemia do Covid-19. A Caixa informou que tem atendido até além dos protocolos da Pandemia. Disse  que todas as mesas de atendimento estão com acrílico de proteção, as agências estão com recursos de pronto pagamento para aquisição de máscaras em regime de urgência e que todos os gestores estão orientados para que todos cumpram as exigências sanitárias. Que em alguns municípios as parcerias com as Prefeituras tem surtido bom resultado, no fornecimento de cadeiras, tendas e até água aos beneficiários do auxilio emergencial, o que tem contribuído bastante para o bom atendimento nas unidades da Caixa.

Para a Contec, considerando o momento e a situação do auxilio emergencial nas unidades da Caixa, poderia ser dispensado mais atenção, pois ainda deparamos com agências cheias, pouco distanciamento em algumas unidades. Também para maior proteção aos empregados e clientes pediu que fosse avaliado a colocação de ozonizadores nas unidades, melhorando a qualidade do ar , dentre outros benefícios.  A Caixa informou que poderá avaliar a real valia deste pleito no tocante ao combate da covid-19.

FALTA AO TRABALHO NO DIA 27/04/21 (PARALISAÇÃO PARCIAL)

A Contec  pleiteou junto à Caixa o abono do ponto dos empregados que participaram da paralisação ocorrida no dia 27/04/21, manifestando a insatisfação dos empregados no tocante a privatização de ativos da Caixa.  Falou da luta história de mantermos a Caixa como um banco 100% público e a importância da Caixa Econômica Federal para a população brasileira e para o governo. Informou que a Justiça deferiu pedido das representantes como uma greve legitima e exigiu um quadro mínimo para atendimento nas unidades a pedido da Caixa.  Por conseguinte a Caixa poderia sem problemas reavaliar a situação do ponto eletrônico, em prejuízos aos empregados.   A representação da Caixa informou que recebeu a informação da greve com muita surpresa, tomou as providencias jurídicas para garantia do atendimento aos seus clientes e principalmente aos beneficiários do Auxilio Emergencial. Mesmo assim, informou que efetuará nova avaliação.

SAÚDE CAIXA

A representação da Contec informou que os beneficiários do Saúde Caixa estão com muitas dificuldades em vários aspectos como: demora para reembolso, demora para autorização de procedimentos, descredenciamentos, credenciados se recusando a atender por não recebimento de faturas, devido a mudanças de sistemas de crédito Acreditamos que uma das razões das dificuldades enfrentadas é devido ao enxugamento das Gipes e consequentemente a centralização de atendimento em Brasilia/DF e a saída de empregados especialistas em procedimentos do Saúde Caixa.  Apesar do Grupo de Trabalho  estar debatendo constantemente sobre os problemas do Saúde Caixa, para a direção da Caixa o foco principal está na forma de custeio do plano, mas que esses assuntos deverão também serem discutidos no GT no momento oportuno. No entanto, é importante esse assunto ser debatido na Mesa Permanente, visando trazer mais subsídios à discussão. A Caixa informou  que muitos procedimentos estão em transição e que acompanhará os desdobramentos deste processo.

Para a representação dos empregados, o atraso das vacinas para gripe num momento difícil para todos, enquanto os bancos privados já vacinaram seus empregados, o atraso nos acordos do tíquete alimentação, a falta de empregados com a realização de PDVs, a falta de apoio à Caixa de outras entidades governamentais, a privatização dos ativos da Caixa, que também se sustenta nos seus resultados para não se tornar elefante branco, com retorno ao social, as dificuldades encontradas no planod e saúde dos empregados, a extrapolação de metas em plena pandemia, já com reflexo no lucro de 4bi e meio no primeiro trimestre de 2021, tem demonstrado o quanto os empregados estão esquecidos pela empresa e o quanto é justificável que a categoria se mobiize e proteste diante da falta de sensibilidade da direção da Caixa

Esperamos que com todas estas ponderações em mesa de negociação, tenhamos avanços nas providências que almejamos.

Últimas Notícias

Onyx sinaliza que pacote trabalhista voltará ao Congresso após rejeição no Senado

Senado rejeitou nova reforma trabalhista (MP 1.045/21) no começo deste mês O ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni (foto),...

Brasil tem 34,4% dos trabalhadores vivendo com até um salário mínimo

Nunca tantos brasileiros viveram com uma remuneração que equivale ao piso nacional ou menos: 30,2 milhões de pessoas. Reajustado apenas pela inflação,...

Banco do Brasil convida os funcionários que não integram grupo de risco para trabalho presencial

Na manhã desta quinta-feira (16), a CONTEC foi comunicada pelo Banco do Brasil, que – levando em conta as medidas protetivas atualizadas...

Febraban desembarca do governo Bolsonaro em oposição à política econômica de Guedes

Não foram a Caixa e o Banco do Brasil que desembarcaram da Febraban. É a Febraban que está rompendo com a política...

Contec se reúne com Advocef e AudiCaixa para debater situação da Funcef e SaúdeCaixa

Nesta terça-feira (31), a diretoria da CONTEC recebeu em sua sede representantes da Advocef e da AudiCaixa para tratar de assuntos institucionais...