sexta-feira, maio 7, 2021

Bancários cobram da Fenaban mais apoio ao combate a COVID-19 e intensificação das vacinas.

Na tarde desta quinta-feira (15/04), a mesa de negociação da CONTEC voltou a se reunir, por videoconferência, com a FENABAN, para debater sobre medidas para enfrentamento da segunda onda de covid-19. Participaram do encontro o presidente da CONTEC, Lourenço Ferreira do Prado; o diretor de relações trabalhistas da Fenaban, Adauto Duarte; além de dirigentes de sindicatos e federações.

Adauto Duarte informou que, atendendo aos pedidos da CONTEC, foram reduzidos expressivamente os atendimentos presenciais nas áreas com elevada contaminação. Segundo ele, os bancos estão buscando implementar os atendimento por agendamentos, com vistas à reduzir os riscos. Ele explicou que não é possível a aquisição de máscara M95, PFF2 – utilizadas nas UTIs – porque “infelizmente, não há disponibilidade no mercado para aquisição em grande volume”. O que poderia inclusive comprometer o fornecimento do pessoal da área da saúde, inclusive para quem trabalha UTIs, dada a incapacidade atual da indústria de aumentar a produção.

O negociador da FENABAN reforçou ainda que o setor financeiro segue realizando o rastreamento do contágio com muito rigor, o que está cada vez mais difícil, dada as muitas possibilidades de contágio atualmente. Outra questão destacada, pela comissão Fenaban, foi a questão do monitoração das sequelas, que variam de pessoa para pessoa, não havendo a definição de nenhum padrão. Adauto Duarte disse também que a FENABAN continua empenhada para que os bancários continuem trabalhando em home office aguardando o retorno ao trabalho presencial.

Sobre a vacinação contra a covid-19, a comissão CONTEC reforçou que já solicitou junto ao Ministério da Saúde, bem como junto ao Poder Legislativo, prioridade aos bancários, que estão trabalhando no atendimento ao público, uma vez que também estão “na linha de frente” e muito expostos ao vírus.  Foi pedido também a Fenaban apoio junto as autoridades para que os bancários na linha de frente sejam vacinados.  Em resposta, o negociador da  FENABAN informou que vem fazendo reuniões semanais objetivando a priorização da vacinação dos bancários, mas até o momento não teve sucesso.

Os representantes dos bancários alertaram ainda que na Europa já vem ocorrendo a terceira onda, que deverá atingir o Brasil no próximo semestre, conforme vem sendo noticiado em vários veículos de comunicação. A CONTEC defendeu ainda a necessidade de adequar as cobranças de metas ao momento atual, bem como do aperfeiçoamento/melhoria dos protocolos de segurança, no combate à covid-19.

Diante do quadro grave em que estamos vivendo, o aumento de casos e mortes no país, os representantes dos bancários pediram que a Fenaban amplie os procedimentos nos protocolos para que os bancários possam estar melhor protegidos, bem como àqueles clientes que também estiverem com eles nas unidades.

Diretoria Executiva da CONTEC

Últimas Notícias

Bancários cobram da Fenaban mais apoio ao combate a COVID-19 e intensificação das vacinas.

Na tarde desta quinta-feira (15/04), a mesa de negociação da CONTEC voltou a se reunir, por videoconferência, com a FENABAN, para debater...

No Banco do Brasil, vacinação contra gripe começa na segunda-feira (19)

O Banco do Brasil dá início na próxima segunda-feira (19/4), à campanha de vacinação contra a gripe. Com foco na promoção de...

Vacinação no Itaú inicia na segunda-feira(19)

O Itaú vai oferecer aos seus funcionários a vacina contra a gripe a partir desta segunda-feira (19/4). As orientações detalhadas estão sendo...

Bradesco atende reivindicação e antecipa vacinação da gripe

O Setor de Relações Sindicais do Bradesco informou de que o calendário da vacina da gripe H1N1 para todos os funcionários da...

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA VIRTUAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO.

O Presidente do SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS DE VARGINHA E REGIÃO convoca todos os empregados do Banco Itaú Unibanco S/A,...